Em Petrópolis OPERAÇÃO BARULHO ZERO

Sobre OPERAÇÃO BARULHO ZERO:

“Essa é uma ação que demanda uma integração de órgãos, eis que cada um atua de acordo com sua atribuição constitucional: a polícia civil apura a prática de crime contra o meio ambiente, a prefeitura pelo reboque dos carros, a pmerj e guarda pelas infrações administrativas.

É importante que se destaque que só foram conduzidos para delegacia os motociclistas que estavam praticando CRIME previsto no art. 54 da lei de crime contra o meio ambiente.

A emissão de ruídos acima do previsto em lei, devidamente constatado pela perícia técnico científica, causa dano à SAÚDE HUMANA. A delegacia tem recebido dezenas de reclamações nesse sentido e sendo demandada pelo Ministério Público para apurar esse tipo de crime em nossa cidade, principalmente nos bairros. Muito importante que a população cultive o RESPEITO ao próximo, que sofrem ainda mais com a prática desse crime como idosos, autistas, doentes.

Na operação barulho zero, os motociclistas foram autuados pelo crime e foram liberados após pagamento de fiança. As demais situações que não se enquadravam como crime, foram apenas autuadas administrativamente pelos outros órgãos competentes. Nota-se que a fiscalização de motocicletas é muito importante. A título de exemplo, vide homicídio culposo ocorrido na última quarta feira, na coronel Veiga, no qual o autor não possuía carteira de habilitação para dirigir motocicleta e estava embriagado.”

Parabéns a toda equipe que trabalha incessantemente para tornar Petrópolis uma cidade sempre melhor.

(do Facebook da delegada Juliana Ziehe – acima está a íntegra )

Fotos

Cerol é Proibido…

– Infelizmente todos os números só funcionam de segunda a sábado. Na minha rua tem pelo menos uns 20 garotos com linha chilena soltando pipa. Não tenho como fazer nada! Lamentável!

– Chama a polícia , será???

– Não sei se é caso de polícia! Mas enfim…

Cerol é Crime…

 

Lei Nº 8478 DE 18/07/2019 (fonte: LEGISWEB )


  Publicado no DOE – RJ em 19 jul 2019

Proibe a comercialização, o uso, o porte e a posse da substância constituída de vidro moído e cola (cerol), além da linha encerada com quartzo moído, algodão e óxido de alumínio (linha chilena), e de qualquer produto utilizado na prática de soltar pipas que possua elementos cortantes, e dá outras providências.

O Governador do Estado do Rio de Janeiro

Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Modifique-se a ementa da Lei nº 7784 de 13 de novembro de 2017, que passa a ter a seguinte redação:

“PROIBE A COMERCIALIZAÇÃO, O USO, O PORTE E A POSSE DA SUBSTÂNCIA CONSTITUÍDA DE VIDRO MOÍDO E COLA (CEROL), ALÉM DA LINHA ENCERADA COM QUARTZO MOÍDO, ALGODÃO E ÓXIDO DE ALUMÍNIO (LINHA CHILENA), E DE QUALQUER PRODUTO UTILIZADO NA PRÁTICA DE SOLTAR PIPAS QUE POSSUA ELEMENTOS CORTANTES, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.”

Art. 2º O artigo 1º da Lei nº 7784 de 13 de novembro de 2017 passa a ter a seguinte redação:

“Art. 1º Fica proibida feitura informal e a fabricação comercial, a comercialização, a compra, o porte e a possa e o uso da substância constituída de vidro moído e cola (Cerol); bem como da linha encerada com Quartzo moído, algodão e Óxido de Alumínio, denominada “linha chilena”, ou de qualquer produto utilizado na prática de soltar pipa, que possua elementos cortantes.

§ 1º O serviço do Disque-Denúncia será disponibilizado para que sejam feitas denúncias de uso, fabricação ou comercialização de produtos listados no caput deste artigo.

§ 2º Em caso de ocorrência de acidente em consequência do uso, ou denúncia de uso ou posse, ainda que para fins recreativos, o agente público em atendimento deverá averiguar a presença no local de pessoas portando os produtos elencados no caput deste artigo.

§ 3º Em caso de ocorrência do previsto do parágrafo anterior, os infratores deverão ser conduzidos à Delegacia de Polícia Civil para lavrar o auto de flagrante e aplicação da multa administrativa e o material encontrado deverá ser apreendido e conduzido para imediata perícia a ser realizada pela Polícia Civil e posterior destruição.”

Art. 3º O artigo 2º da Lei nº 7784, de 13 de novembro de 2017, passa a ter a seguinte redação:

“Art. 2º O descumprimento do disposto no caput do artigo 1º desta lei, de acordo com o previsto no artigo 132 do Código Penal, acarretará ao infrator multa administrativa sem prejuízo da legislação penal:

I – multa de 100 UFIRs em caso de flagrante utilização, compra, transporte, manuseio ou posse dos materiais elencados no caput desta lei, ainda que para fins recreativos:

a) em caso de infrator menor de idade, a multa deverá ser aplicada por órgão competente a seu responsável legal;

b) em caso de reincidência, o valor da multa será dobrado, não podendo ultrapassar o limite de 400 UFIRs.

II – multa de 1000 UFIRs em caso de pessoa física ou estabelecimento denunciado ou flagrado, em fiscalização de órgão competente, comercializando, tendo em estoque, depósito, guarda ou fabricação dos materiais elencados no caput desta lei:

a) em caso de reincidência, o valor da multa será dobrado, não podendo ultrapassar o limite de 4000 UFIRs;

b) em caso de reincidência, ultrapassando o valor limite da multa de que trata este inciso, as autoridades competentes ficarão autorizadas a fechar o estabelecimento.”

Art. 4º O Poder Executivo regulamentará esta Lei.

Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Rio de Janeiro, 18 de julho de 2019

WILSON WITZEL

Governador

Linha de cerol de pipa enrosca em garoto que quase perde a perna no Uberaba

Outras imagens…

Crianças e adolescentes são flagrados soltando pipa com cerol

http://aconteceunovale.com.br/portal/?p=92984

Termômetros para as Barreiras Sanitárias

Boa tarde a todos.

Não preciso explicar a todos o quão grave é o momento que vivemos. A gravidade da covid-19 e o aumento do número de casos e internações em Petrópolis a todos preocupa, e ações, paliativas que sejam, mas que reduzam ambos, se fazem urgentes.

Alguns cidadãos, profissionais devidamente habilitados, se dispõem a ir para as barreiras sanitárias, as quais se comprovam absolutamente necessárias, mas que padecem de insuficiência de recursos materiais e humanos.
Cabe a nós, cidadãos conscientes, agir e proteger nossa cidade. Delegar isso a outros, ou simplesmente jogar pedras em quem faz é atitude indevida nessa hora.

Sejamos pro-ativos.

Temos os voluntários para a arriscada tarefa, mas precisamos de termômetros .

Abro aqui, a exemplo de outros momentos de nossa história recente, uma campanha para arrecadação de recursos e compra de 10 termômetros de medição à distância de que precisamos, e precisamos com urgência. O valor deve atingir cerca de 2.400,00.

Qualquer quantia nos ajuda.

Depósitos podem ser efetuados na conta corrente:

Banco do Brasil 
ag 2885-1,
conta corrente 107977-8,
CNPJ 12.707.368/0001-73,   ( 12707368  0001  73 )
de Autocom Tecnologia.

Como cidadão, agradeço a colaboração de todos.

Guilherme Lacombe

Reunião do Gabinete de Crise

Durante reunião do Gabinete de Crise algumas decisões foram tomadas em relação as ações de combate ao COVID-19 em Petrópolis.

Por enquanto não vamos adotar o Lockdown em nossa cidade.

Vale ressaltar que essa atitude será reavaliada dia a dia. Por isso é tão importante que a população nos ajude em relação ao isolamento social e respeitando todos os decretos para conter a proliferação do vírus.

Vamos encaminhar ao governo estadual um ofício solicitando ajuda das Polícias Militar e Civil para fortalecer o controle das barreiras sanitárias. Algumas entradas serão obstruídas com barreiras físicas afim de evitar que moradores de outros municípios venham para Petrópolis.

Os pontos de ônibus localizados na rua Paulo Barbosa serão retirados para evitar aglomeração. Abordamos assuntos relacionados a economia da cidade. Vamos agendar um novo encontro com representantes do comércio para apresentar nosso plano estratégico para a reabertura gradativa dos estabelecimentos.

Todas as medidas foram apontadas durante a conversa com diretores, médicos e técnicos dos hospitais das redes municipal e particular, onde nos foi apresentado a situação alarmante em relação ao número de leitos para atender os pacientes em nossa cidade.

Mais uma vez venho pedir a cada petropolitano que nos ajude nessa batalha.
Fique em casa!

Calomeni Chefe GM Petrópolis

#governoBernardoRossi #PetropolisEMais #PetropolisNoCombateAoCoronavirus #EscolhaAVida #FiqueEmCasa

Cães da Guarda Civil ajudaram em investigação que levou PRF a apreensão de quase R$ 800 mil em SP

Original: [https://www.diariodepetropolis.com.br/integra/caes-da-guarda-civil-ajudaram-em-investigacao-que-levou-prf-a-apreensao-de-quase-r-800-mil-em-sp-180712]

Dinheiro foi encontrado em carro que foi fiscalizado pela Polícia Rodoviária Federal após passar por Petrópolis

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na cidade de Jacareí (SP) quase R$ 800 mil em dinheiro sem origem comprovada que estavam escondidos em um carro. Essa operação realizada na quinta-feira (30.04) foi possível após a investigação ter acionado o Grupamento de Operações com Cães da Guarda Civil de Petrópolis no último fim de semana. Com a revista feita pelo canil, a PRF manteve suspeita de que esse automóvel poderia estar sendo usado pelo tráfico de drogas.

No último sábado (25.04), esse veículo foi abordado por agentes da PRF que faziam uma fiscalização na BR-040, próximo a um posto de combustíveis no km 70 da rodovia. O Grupamento de Operações com Cães foi acionado e, na revista, uma cadela da corporação de Petrópolis identificou a contaminação do veículo por drogas. Os agentes não encontram entorpecentes no automóvel, mas seguiram investigando.

Na quinta, o veículo foi identificado na Via Dutra (trafegando em direção à cidade de São Paulo) e foi novamente abordado. Os agentes do Grupo de Patrulhamento Tático da PRF em Jacareí perceberam a adulteração do painel do automóvel e fizeram uma nova busca no carro. Dessa vez, foram encontrados dezenas maços de dinheiro, totalizando R$ 779 mil.

“O comportamento da cadela de detecção na hora da revista indicou que aquele veículo teve contato com entorpecentes. Por isso que, apesar de não ter sido encontrado nada naquela inspeção, a suspeita foi mantida, a investigação continuou. Depois disso, o veículo foi encontrado novamente, aí já na Via Dutra, foi feita busca novamente e o dinheiro, pego no Rio, tinha sido escondido no painel”, explica o coordenador técnico do Grupamento de Ações com Cães, Leandro Lopes.

O motorista e o passageiro foram presos por não comprovar a origem do montante de dinheiro. Eles confessaram que pegaram o dinheiro na cidade do Rio de Janeiro e que o valor era referente a um pagamento de um carregamento de cigarros e eletrônicos, material vindo do Paraguai.

“O canil tem um papel extremamente importante na segurança, não só na cidade, mas como mostra esse caso, também em outros locais. Nós temos os cães que fazem o trabalho de detecção de drogas, que atuam para proteção em público, sempre com um serviço de excelência e sendo decisivo para a segurança pública. E essa atuação continua, mesmo nesse momento de pandemia, deixando um sinal claro: todos os órgãos de segurança seguem com o trabalho intenso e articulado para impedir a criminalidade”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

Controle sanitário aperta cerco com veículos de fora de Petrópolis

De: [https://www.agendapetropolisnews.com.br/artigo/controle-sanitario-aperta-cerco-com-veiculos-de-fora-de-petropolis]

Até ontem, feriado do Dia do Trabalho, mais de 900 veículos foram obrigados a retornar para suas cidades de origem

Por Agenda Petrópolis New
Publicado em 02/05/2020 11h50 – Atualizado há 4 dias.

O prefeito Bernardo Rossi, por intermédio do decreto municipal 1.169 do dia 28 de abril deste ano, reforçou as medidas de atuação do controle sanitário instalado nas entradas da cidade. Com a publicação, os ocupantes de veículos com registro de licenciamento de outros municípios, incluindo táxis ou transporte por aplicativo, provenientes de locais onde há casos confirmados de Covid-19, estão proibidos de adentrar em Petrópolis. Os ônibus intermunicipais também já estão proibidos de circular desde o início do mês de março.

De acordo com relatório que é feito diariamente pela CPTrans, do dia 23 de março até ontem, feriado do Dia do Trabalho, mais de 900 veículos foram orientados a retornar para as cidades de origem. (completo no original…)