Em Petrópolis OPERAÇÃO BARULHO ZERO

Sobre OPERAÇÃO BARULHO ZERO:

“Essa é uma ação que demanda uma integração de órgãos, eis que cada um atua de acordo com sua atribuição constitucional: a polícia civil apura a prática de crime contra o meio ambiente, a prefeitura pelo reboque dos carros, a pmerj e guarda pelas infrações administrativas.

É importante que se destaque que só foram conduzidos para delegacia os motociclistas que estavam praticando CRIME previsto no art. 54 da lei de crime contra o meio ambiente.

A emissão de ruídos acima do previsto em lei, devidamente constatado pela perícia técnico científica, causa dano à SAÚDE HUMANA. A delegacia tem recebido dezenas de reclamações nesse sentido e sendo demandada pelo Ministério Público para apurar esse tipo de crime em nossa cidade, principalmente nos bairros. Muito importante que a população cultive o RESPEITO ao próximo, que sofrem ainda mais com a prática desse crime como idosos, autistas, doentes.

Na operação barulho zero, os motociclistas foram autuados pelo crime e foram liberados após pagamento de fiança. As demais situações que não se enquadravam como crime, foram apenas autuadas administrativamente pelos outros órgãos competentes. Nota-se que a fiscalização de motocicletas é muito importante. A título de exemplo, vide homicídio culposo ocorrido na última quarta feira, na coronel Veiga, no qual o autor não possuía carteira de habilitação para dirigir motocicleta e estava embriagado.”

Parabéns a toda equipe que trabalha incessantemente para tornar Petrópolis uma cidade sempre melhor.

(do Facebook da delegada Juliana Ziehe – acima está a íntegra )

Fotos

Reunião do Gabinete de Crise

Durante reunião do Gabinete de Crise algumas decisões foram tomadas em relação as ações de combate ao COVID-19 em Petrópolis.

Por enquanto não vamos adotar o Lockdown em nossa cidade.

Vale ressaltar que essa atitude será reavaliada dia a dia. Por isso é tão importante que a população nos ajude em relação ao isolamento social e respeitando todos os decretos para conter a proliferação do vírus.

Vamos encaminhar ao governo estadual um ofício solicitando ajuda das Polícias Militar e Civil para fortalecer o controle das barreiras sanitárias. Algumas entradas serão obstruídas com barreiras físicas afim de evitar que moradores de outros municípios venham para Petrópolis.

Os pontos de ônibus localizados na rua Paulo Barbosa serão retirados para evitar aglomeração. Abordamos assuntos relacionados a economia da cidade. Vamos agendar um novo encontro com representantes do comércio para apresentar nosso plano estratégico para a reabertura gradativa dos estabelecimentos.

Todas as medidas foram apontadas durante a conversa com diretores, médicos e técnicos dos hospitais das redes municipal e particular, onde nos foi apresentado a situação alarmante em relação ao número de leitos para atender os pacientes em nossa cidade.

Mais uma vez venho pedir a cada petropolitano que nos ajude nessa batalha.
Fique em casa!

Calomeni Chefe GM Petrópolis

#governoBernardoRossi #PetropolisEMais #PetropolisNoCombateAoCoronavirus #EscolhaAVida #FiqueEmCasa

Veículos Abandonados na Via Pública

Pergunta:

Qual o critério para ser considerado que um veículo ou moto estão abandonados na rua? E como denunciar se for o caso ? (Petrópolis)

Resposta:

Veículos mais de 24 horas em um mesmo local ligar para Cptrans (2237-1703) será enviado um funcionário que emitirá uma advertência para retirada no prazo de 7 dias. Não sendo retirado a remoção será feita. Em caso do veículo estiver contrariando o CTB com infrações que são casos de remoção será feito imediatamente. (Ex. Estacionar sobre calçadas, em áreas demarcadas…)

 

 

Defesa Civil entrega cartilhas de prevenção de desastres na Rua Teresa

Diário de Petrópolis

Local escolhido é o acesso para a 24 de Maio, bairro com maior índice de chuva nos últimos 30 dias.

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias distribuiu cartilhas de prevenção aos desastres de origem natural na Rua Teresa nesta terça-feira (21.01). A ação teve como objetivo orientar clientes e lojistas sobre como agir em caso de chuva forte. O local foi escolhido pelo fluxo grande de pessoas no comércio, além de ser acesso para o bairro 24 de Maio, local com maior índice pluviométrico nos últimos 30 dias – 762 milímetros de chuva. As duas sirenes da comunidade – Rua Nova e Morro do Estado – foram acionadas no dia 2 de janeiro deste ano.

“No dia em que as sirenes foram acionadas, choveu mais de sete vezes o esperado”, disse o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato, que liderou o trabalho das equipes na Rua Teresa. Ele, ao lado do corpo técnico da pasta, faz a análise para definir sobre o acionamento dos equipamentos. “Todos estão funcionando perfeitamente, mas é necessário cumprir um protocolo de acionamento, como expliquei em audiência pública na Câmara e também para lideranças comunitárias na noite de ontem (20.01)”, destacou.

A iniciativa da Defesa Civil foi elogiada por comerciantes e também por quem aproveitava o dia para fazer compras na Rua Teresa. Maria Isabel Gouveia, que mora em Niterói, destacou a importância de a população cumprir o seu papel. “Tenho parentes aqui na cidade e sempre acompanho as notícias das chuvas. Petrópolis é uma cidade com áreas de risco, então é importante que as pessoas não joguem lixo nas encostas ou façam construções irregulares”, disse.

Nos meses de novembro e dezembro, a Defesa Civil realizou a entrega desse material educativo nas 12 comunidades da cidade que contam com 20 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme. Os agentes também vistoriaram cada um dos 15 pontos de apoio existentes nos bairros. A ação reforçou a importância das sirenes e preparou os locais para estarem abertos neste período.

“Cada vez mais a Defesa Civil está próxima da população, trabalhando o ano inteiro de maneira preventiva, antecipada e organizada. As ações em locais de grande circulação ajudam a levar as cartilhas para ainda mais pessoas, como também acontece nos terminais rodoviários”, destacou o prefeito Bernardo Rossi.

Os pontos de apoio precisam estar abertos para atender a população no momento em que a sirene é acionada, como explica o secretário de Defesa Civil. “Começamos nosso calendário ainda em novembro para garantir que tudo estivesse organizado para o verão. Nossas equipes seguem de prontidão, monitorando núcleos de chuva e os índices pluviométricos,  por todo esse período mais crítico”, explica o coronel.

O trabalho na Rua Teresa faz parte Plano Verão 2020. Também estão incluídos neste planejamento o Defesa Civil nas Escolas, o Defesa Civil Jovem, o SOS Chuvas e o programa Rio Limpo. “É importante que os moradores de áreas de risco do município procurem um local seguro sempre que começar a chover forte, antes mesmo de a sirene tocar. Os alertas das sirenes são o último aviso”, completa o secretário de Defesa Civil.

Ocorrência – Sequestro de Bens com Extorsão

SEPOL/DGPI/7ªDPA/105ªDP

APF 105.00079/2020
IN-000063/2020

No dia 05/01/2020, às 0h40, na Rua Raul Veiga, n° 360, cruzamento com a Rua Doutor Thouzet, nesta Comarca, UILIAN MOURA DA NÓBREGA, WELLINGTON DA SILVA GALDINO, VICTOR HUGO LASNOR BASTOS BASÍLIO e JONNY PASSOS PEREIRA SOUZA, em comunhão de esforços e unidade de desígnios, imbuídos de animus de assenhoramento definitivo, munidos com uma réplica de arma de fogo, empregaram grave ameaça e mantiveram refém a vítima Leonardo Vieira de Almeida por considerável período, e subtraíram seu veículo Renault Logan EXP, ano 2009, placa KVC9E73, e seu aparelho celular moto G 7 power.

Os autores retromencionados, entre 8 horas e 13 horas do mesmo dia, mantiveram intenso contato telefônico com a vítima e exigiram a quantia de 5.000,00 (cinco mil reais) para devolver o veículo, sob pena de queimá-lo.

A vítima, extremamente coagida e temerosa, foi orientada pelos policiais civis a manter contato com os criminosos e combinar o resgate do veículo.

Às 13 horas, na entrada de Piabetá, Município de Magé, em um ponto de mototaxi, fora capturado UILIAN MOURA DA NÓBREGA, sendo recuperado o veículo Renault Logan EXP, ano 2009, placa KVC9E73.

Ato contínuo, os policiais civis capturaram em uma residência, nas proximidades, os demais comparsas WELLINGTON DA SILVA GALDINO e VICTOR HUGO LASNOR BASTOS BASÍLIO, encontrado-se na casa o aparelho celular da vítima, uma touca ninja e uma réplica de pistola utilizada na empreitada criminosa.

Lavrou-se APF em desfavor de UILIAN MOURA DA NÓBREGA, WELLINGTON DA SILVA GALDINO e VICTOR HUGO LASNOR BASTOS BASÍLIO pelos delitos de roubo majorado e extorsão – art. 157 § 2º, II e V, c/c art. 158, ambos do Código Penal – bem ainda representou-se pela prisão preventiva do nacional JONNY PASSOS PEREIRA SOUZA.

Polícia Civil – 106 – reprime a venda irregular de fogos de artifício.

PCERJ – Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro.

DGPI – 7DPA – 106 DP

Ro 106-03086/2019

A secretaria de polícia civil, por meio da 106 DP, e com o apoio de agentes da PMERJ, realizaram nesta sexta feira, 27 de dezembro de 2019, operação para reprimir a venda irregular de fogos de artifício.

No total, 5 estabelecimentos comerciais situados na união e indústria, Araras, Santa Luzia e Vista Alegre, foram autuados, sendo os proprietários conduzidos à Delegacia pelo crime previsto no art. 253 do Código penal. (*)

No total, foram apreendidos aproximadamente 300 caixas de fogos de artifício.

 

(*)  CP – Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940

Art. 253 – Fabricar, fornecer, adquirir, possuir ou transportar, sem licença da autoridade, substância ou engenho explosivo, gás tóxico ou asfixiante, ou material destinado à sua fabricação:
Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa.
———————————————
Caso saiba de venda ilegal de fogos de artifício avise as autoridades policiais… Melhor gente presa do que gente morta…

106 Dp
‎+55 24 2232-0052
‎+55 24 2222-7094

 

Polícia Civil

(http://www.policiacivilrj.net.br/delegacias_e_orgaos.php)

105ª DP – Petrópolis
Avenida Barão do Rio Branco, 3099 – Retiro, Petrópolis – RJ, 25680-275
Responsável: Delegado Cláudio Batista Teixeira
Telefones: (24) 2291-0816 / 2291-0877 / 2291-0604 / 2248-7808

106ª DP – Itaipava

Estrada União e Indústria, 8764 – Nogueira, Petrópolis – RJ, 25730-735
Responsável: Delegada Juliana Menescal da Silva Ziehe
Telefones: (24) 2222-7094 / 2232-0135 / 2232-0153 / 2232-0128